.


.

Aviation News Releases ® – Latest Headlines

.

English (ANR Global) and Portuguese (ANR Brasil) Editions in Alternate Days

Edições em Inglês (ANR Global) e Português (ANR Brasil) em Dias Alternados

.

Aviação Notícias – Wednesday, December 9, 2009

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias
Get free e-mail news / Receba nossas notícias por e-mail




Embraer faz segundo encontro de operadores da Ásia Pacífico do Legacy 600

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias
Get free e-mail news / Receba nossas notícias por e-mail


Encontro destaca a importância do crescente mercado da região para serviços ao cliente

São José dos Campos, 8 de dezembro de 2009 –
A Embraer realiza o segundo Encontro Anual de
Operadores do Legacy 600 da Ásia Pacífico, em
Jacarta, na Indonésia, no Park Lane Jakarta Hotel,
dias 8 e 9 de dezembro. O evento reúne os
operadores do Legacy 600 na região, bem como
clientes, representantes de centros de serviço e
fornecedores.

Este evento anual abrangerá questões técnicas e atualizações sobre o Legacy 600, além de sessões sobre Operações em Vôo, Programas de Manutenção, Centros de Serviço Autorizados da Embraer e Suporte de Materiais, Peças e Logística.

“O Encontro de Operadores do Legacy 600 é uma grande oportunidade para a Embraer desenvolver ainda mais a relação e a rede de contato que mantemos com nossos operadores, e reforçar o nosso compromisso com os clientes e parceiros de toda a Ásia Pacífico”, disse André de Castilho Silva, Gerente de Suporte e Serviços ao Cliente da Embraer para a Ásia Pacífico. “Em nosso esforço para proporcionar a melhor qualidade em atendimento e suporte aos nossos clientes e parceiros, o encontro é uma plataforma valiosa para a troca de
idéias, sugestões e boas práticas entre os funcionários da Embraer, fornecedores,
representantes do suporte aos clientes, e os operadores.”

A Empresa possui atualmente nove aeronaves Legacy 600 em operação na Indonésia, Cingapura, Índia e Tailândia, com a entrega do primeiro modelo deste jato executivo para a Austrália prevista para o final deste ano.

Uma equipe de Suporte ao Cliente na região presta assistência aos clientes e operadores do Legacy 600, enquanto peças de reposição estrategicamente localizadas no centro de distribuição da Embraer em Cingapura permitem economia de tempo de espera em substituições e serviços.

Sobre o jato executivo Legacy 600

O jato executivo Legacy 600, da categoria super midsize, transporta 13 passageiros (configuração padrão). O refinado interior oferece poltronas revestidas em couro, divã, credenza e mesas para refeição ou reunião. O avião também tem uma espaçosa cozinha (galley) para o preparo de alimentos quentes e frios, amplo lavatório na parte traseira, guarda-roupas, armários e sistema de
entretenimento com DVD e comunicação via satélite. O equipamento opcional High-Speed Data (HSD) e a tecnologia Wi-Fi permitem que os clientes naveguem na Internet, acessem e-mail e transfiram arquivos durante as viagens, proporcionando uma melhor utilização do tempo, aumento da produtividade no trabalho e mais opções de entretenimento. A aeronave conta com um amplo compartimento de bagagem facilmente acessível em vôo e tem capacidade total de carga de 8.100 litros (8,1 metros cúbicos).

O jato atinge velocidade de cruzeiro Mach 0,80 e tem alcance de 6.019 km (3.250 milhas náuticas) com oito passageiros ou 6.297 km (3.400 milhas náuticas) com quatro passageiros, ambos com reservas de combustível NBAA IFR, podendo voar sem escalas sem escalas desde Moscou (Rússia) a Pequim (China) ou qualquer outro destino na Índia, na Europa ou no Oriente Médio.

O preço da aeronave, nas condições econômicas de 2010, é de US$ 27,45 milhões. Para mais informações sobre os jatos executivos da Embraer, visite http://www.EmbraerExecutiveJets.com.br.

Fonte: EMBRAER



Transporte aéreo reduz atrasos, cresce fora de São Paulo e entre empresas menores

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias
Get free e-mail news / Receba nossas notícias por e-mail


Mesmo com crescimento de 38% nos voos domésticos e 12% nos internacionais,
os atrasos em novembro caíram para 13%

Brasília, 9 de dezembro de 2009 – A demanda pelo transporte aéreo em voos domésticos no mês de novembro teve alta de 38,4%, sobre novembro de 2008, com ocupação de 70,8% do total de assentos oferecidos, segundo os Dados Comparativos Avançados divulgados hoje pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Com relação a outubro, o movimento doméstico recuou 3%. De janeiro a novembro deste ano, as companhias aéreas brasileiras acumulam crescimento de 15,6% no mercado nacional e ocupação de 66%. As principais características do setor aéreo neste ano têm sido a expansão fora de São Paulo, o aumento da participação de mercado das empresas de menor porte e mais eficiência, com a queda nos atrasos.

Juntas, as companhias Azul, OceanAir, Passaredo, Trip/Total, Webjet e outras menores já representam em novembro quase 14% do mercado brasileiro, um salto de 67,5% em relação ao mesmo mês de 2008. O dado mostra que atualmente há mais concorrência ao mesmo tempo em que há mais pessoas viajando de avião, já que as maiores empresas – TAM e Gol/Varig – também estão transportando mais passageiros em 2009.

Outro efeito do aumento da concorrência é a queda nas tarifas: o valor por quilômetro voado no Brasil acumulado de janeiro a outubro é o menor desde 2002: R$ 0,47, segundo o indicador Yield Tarifa calculado pela ANAC e atualizado pelo índice de inflação do IPCA (IBGE).

Mais passageiros e menos atrasos
Com mais passageiros, as companhias aéreas e os aeroportos brasileiros demonstraram melhor eficiência: os atrasos nos voos regulares em novembro caíram para 13%, ante 16,6% de novembro de 2008 – considerando os voos com partida além de 30 minutos do horário previsto, de acordo com dados computados pela Infraero. A média de atrasos mensais nos voos neste ano, até novembro, está em 10,4%, enquanto em 11 meses de 2008, com menos passageiros, foi de 17,1%.

O movimento está aumentado em todo o Brasil, mas principalmente fora dos dois maiores aeroportos de São Paulo: Guarulhos cresceu apenas 2,9% no acumulado de janeiro a outubro de 2009, com relação ao mesmo período de 2008, enquanto em Congonhas o movimento caiu 2,7%. De acordo com dados da Infraero, estes dois aeroportos receberam, em 10 meses, 190 mil passageiros a mais do que em 2008. Já nos demais aeroportos brasileiros, o crescimento foi de 13,8%, com acréscimo de 9,1 milhões de passageiros.

Para o mês de dezembro e férias de verão, o crescimento irá se manter fora da Grande São Paulo, pois Congonhas já opera no máximo da capacidade e não pode receber novos voos e Guarulhos irá operar com no máximo 45 pousos ou decolagens por hora até março, por determinação da ANAC. Nos demais aeroportos, onde há disponibilidade para novos voos, eles são distribuídos ao longo do dia para evitar concentrações nos horários de pico. A expectativa da ANAC é que os atrasos em dezembro deste ano fiquem em torno de 15%, caso as condições metereológicas não se agravem ainda mais.

A ocupação das aeronaves nos voos domésticos em novembro – quase 71 assentos ocupados a cada 100 oferecidos – também dá sinais de que os aeroportos não receberão um impacto muito expressivo em dezembro, já que a demanda está alta em todo o segundo semestre de 2009. Em novembro de 2008 a ocupação foi de 62,4% e, em dezembro de 2008, de 67%.

Mercado internacional
A recuperação também já é visível nos voos internacionais das companhias brasileiras, já que o tráfego cresceu pelo terceiro mês consecutivo: 8,2% em setembro, 11,9% em outubro e agora 12,05% em novembro, com relação aos mesmos meses de 2008. Em novembro, a ocupação nos voos internacionais foi de 72,2%, ante 66% registrados em novembro de 2008. No acumulado do ano, o mercado internacional para as brasileiras reduziu as perdas para 1,85%, com ocupação média de 69,1%.

As tabelas com os Dados Comparativos Avançados da ANAC estão disponíveis na Internet, no endereço: http://www.anac.gov.br/dadosComparativos/DadosComparativos.asp

Fonte: ANAC



Aeroporto de Confins ganha nova sala de embarque internacional

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias
Get free e-mail news / Receba nossas notícias por e-mail

O Aeroporto Internacional Tancredo Neves/Confins (MG) dispõe de uma nova sala de embarque internacional. O espaço passou a contar com mais 100 m², passando para 665 m². Com as obras de reforma e modernização da sala de embarque, a Infraero proporciona maior conforto, segurança e agilidade aos passageiros que partem ou chegam do exterior em Minas Gerais.

O terminal também ganhou mais um aparelho de raio-x, contando agora com três equipamentos desse tipo. O número de cabines da Polícia Federal também foi incrementado: de três para cinco unidades. Além das obras de modernização de um dos aeroportos mais movimentados do país, a Infraero planeja, para breve, o início da licitação de serviços de atendimento aos passageiros como lojas de alimentação e livraria no Tancredo Neves.

Demanda crescente
O movimento de pousos e decolagens de voos internacionais registrou 58,56% de crescimento entre janeiro e outubro de 2009, se comparado com o mesmo período de 2008. No ano passado foram 2.696 operações internacionais e neste ano o número subiu para 4.275 operações.

A relação entre movimento de passageiros total/movimento de passageiros internacionais nos primeiros nove meses do ano também apresentou crescimento considerável. Em 2008, cerca de  2,75% do movimento total foi de passageiros internacionais: 122.631 passageiros entre os 4,453 milhões de passageiros que utilizaram o terminal internacional Tancredo Neves/Confins. Em 2009, dos 4,488 milhões de passageiros, 200.903 eram internacionais, ou seja, 4,47% do total.

Fonte: INFRAERO



Diretores da Infraero recebem comenda da Ordem do Mérito da Defesa

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias
Get free e-mail news / Receba nossas notícias por e-mail

As Diretorias de Administração e de Operações da Infraero receberam nesta terça-feira (8/12) a Ordem do Mérito da Defesa, concedida pelo Ministério da Defesa às personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que prestaram relevantes serviços às Forças Armadas.

O diretor de Operações, João Márcio Jordão, e o diretor de Administração, Nelson Jorge Borges Ribeiro, receberam a comenda em solenidade realizada no Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília e que foi prestigiada pelo presidente da Infraero, Murilo Marques Barboza.

Para o diretor de Operações, João Márcio Jordão, a comenda da Ordem do Mérito da Defesa é o reconhecimento de todo o trabalho desenvolvido pela Infraero. “É uma honra saber que contribuímos de forma eficaz para a aviação civil brasileira e que somos parceiros das Forças Armadas. É uma homenagem que divido com todo o pessoal da empresa”, afirma Jordão.

Já o diretor de Administração, Nelson Jorge Borges Ribeiro, considera que a comenda é uma honra que reconhece a colaboração da Infraero para o crescimento da infraestrutura aeroportuária. “Precisamos fazer mais para que momentos como esse sejam repetidos”, avalia Nelson.

A Ordem do Mérito da Defesa foi criada em junho de 2002 pelo decreto 4.263 e neste ano homenageou 205 personalidades, entre militares, religiosos, parlamentares e outras autoridades civis.

Fonte: INFRAERO



Infraero e Exército firmam cooperação para reforma da pista do Aeroporto do Rio Branco

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias
Get free e-mail news / Receba nossas notícias por e-mail

A Infraero celebrou, nesta terça-feira (8/12), a assinatura do Termo de Cooperação Técnica e Financeira com o Ministério da Defesa, por meio do Departamento de Engenharia e Construção do Comando do Exército (DEC). O objetivo do Termo de Cooperação é a execução de serviços de reparação da pista de pouso e decolagem, pistas de táxi, pátio de estacionamento de aeronaves e via de acesso rápido à Seção Contra Incêndio do Aeroporto de Rio Branco/Plácido de Castro (AC).

Com valor de R$ 28 milhões, as obras têm prazo de execução de 12 meses a partir da expedição da Ordem de Serviço. De acordo com o Chefe do Departamento de Engenharia e Construção, General Ítalo Fortes Avena, a experiência de 130 anos em obras públicas de grande porte é fundamental para a qualidade, transparência e celeridade das obras de infraestrutura aeroportuária sob o Comando do Exército.

Para o assessor da Presidência que responde pela área de Engenharia e Meio Ambiente, Jaime Parreira, estes acordos com o Exército estão impondo novos ritmos às obras nos aeroportos da Rede Infraero. “A agilidade do Exército é importante para darmos boa sequência ao nosso cronograma de obras”, afirmou Jaime.

Participaram também do ato da assinatura o diretor de Obras de Cooperação, General José Cláudio Fróes de Morais, o assessor do DEC, Coronel Goulart, e o assessor especial da Presidência, Coronel Ivan Gonçalves.

Segundo o General Avena, no Brasil, há uma centena de obras cuja execução cabe ao Departamento de Engenharia e Cooperação do Exército. “A Engenharia Militar tem atendido a solicitações de cooperação com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o Ministério da Integração e órgãos estaduais e municipais, por meio da modalidade de Destaque Orçamentário – no caso de cooperação com órgãos federais – e da modalidade de Convênio – no caso de cooperação com órgão estadual ou municipal”, esclareceu ele.

No setor de infraestrutura aeroportuária, nos últimos anos, o Departamento de Engenharia e Construção realizou importantes obras de reparação nos aeroportos de Recife (PE), São Luís (MA), Teresina (PI), Porto Velho (RO) e Marabá (PA). Além disso, é responsável pela atual construção do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), obra orçada em R$ 114 milhões, cuja execução está a cargo do 1° Grupamento de Engenharia do Exército.

Fonte: INFRAERO