Aviation News Releases – Picture of the Day


Aviation News Releases ® – Latest Headlines

.

English and Portuguese Editions in Alternate Days

Edições em Inglês e Português em Dias Alternados


Click here for more news / Clique aqui para mais notícias


JATO EMBRAER 190 RECEBE CERTIFICAÇÃO ISA+39ºC

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias

Aeronave está liberada para operar em aeroportos localizados em regiões de altas temperaturas

São José dos Campos, 29 de setembro de 2009 –
A Embraer recebeu no terceiro trimestre de
2009 a certificação ISA+39ºC para o jato
comercial EMBRAER 190 da Agência
Nacional de Aviação Civil (ANAC) e da
Federal Aviation Administration (FAA),
autoridades aeronáuticas do Brasil e dos
Estados Unidos. Dessa forma, o avião poderá
operar sem restrições em aeroportos localizados
em regiões muito quentes, a temperaturas de até
54ºC (129ºF) ao nível do mar.

“A certificação em condições ISA+39ºC é mais um passo no processo de aprimoramento da
aeronave e uma melhoria que auxiliará muitos dos nossos clientes”, diz Luciano Castro,
Diretor de Programas da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial. “Este item opcional
amplia o escopo operacional do jato EMBRAER 190 em regiões de altas temperaturas como
o Oriente Médio, África e região da Ásia e Pacífico.”

Essa homologação permitirá que a aeronave realize operações de pousos e decolagens em
aeroportos localizados em regiões de altas temperaturas. Para clientes com base no Oriente
Médio, continente africano e região da Ásia Pacífico, por exemplo, a melhoria representa a
possibilidade de operar novas rotas e aumentar a flexibilidades de horários de vôos, pois
possibilitará a operação da aeronave em períodos do dia em que as temperaturas atingem
valores extremamente elevados.

Sobre a certificação ISA+39ºC

O termo ISA é o significado, em inglês, de International Standard Atmosphere, ou
Atmosfera Padrão Internacional. Trata-se de um modelo atmosférico padrão que define o
comportamento da temperatura, pressão, densidade e viscosidade da atmosfera da Terra em
função da altitude. De acordo com esse modelo, a temperatura-padrão ao nível do mar,
denominada ISA, equivale a 15ºC (59ºF). Portanto, a referência ISA+39ºC da certificação
do jato EMBRAER 190 refere-se a uma temperatura de 54ºC (129ºF) ao nível do mar.

Sobre a família EMBRAER 170/190 de E-Jets

A família EMBRAER 170/190 de E-Jets é composta por quatro jatos comerciais com
capacidades de 70 a 122 assentos, fruto de um projeto de engenharia avançado que
apresenta desempenho destacado, grande economia operacional, baixo nível de emissão de
poluentes e uma ampla cabine de passageiros. Esta nova família de jatos atingiu em
setembro deste ano, apenas cinco anos após a primeira entrega, a excepcional marca de
600 aeronaves entregues a 49 clientes de 34 países em cinco continentes.

Os E-Jets têm velocidade de cruzeiro máxima de Mach 0,82, voam a uma altitude de até
12.500 metros (41.000 pés) e possuem alcance de 4.400 km (2.400 milhas náuticas). O
alto grau de comunalidade entre as quatro aeronaves – EMBRAER 170, EMBRAER 175,
EMBRAER 190 e EMBRAER 195 – resulta em excepcional redução nos custos de
treinamento, manutenção e peças de reposição para os operadores. Outro destaque é o
emprego da moderna tecnologia fly-by-wire, que aumenta a segurança operacional e reduz
a carga de trabalho dos pilotos e o consumo de combustível.

A família de jatos EMBRAER 170/190 oferece conforto superior com o projeto da
fuselagem em dupla-bolha, que inclui duas entradas principais para passageiros e duas
portas de serviço, que minimizam o tempo de permanência no solo. Os E-Jets oferecem
muito mais espaço ao passageiro que qualquer outra aeronave de tamanho equivalente.

Com grande aceitação, cerca de 900 pedidos firmes já foram recebidos em todo o mundo.

Trata-se de uma comprovada família de jatos que tem auxiliado companhias aéreas a
ajustar capacidade à demanda em rotas operadas por aeronaves narrowbody com baixa
taxa de ocupação, substituindo jatos regionais de 50 assentos, bem como aeronaves
antigas e ineficientes. Os E-Jets também estão sendo utilizados para desenvolver novos
mercados, com menores custos e maior eficiência. Para mais informações sobre os jatos
comerciais da Embraer, visite http://www.EmbraerCommercialJets.com.br. Para melhor
avaliação dos benefícios gerados por essas aeronaves ao substituir jatos mais antigos,
visite http://www.eforefficiency.com.


EMBRAER ASSINA CONTRATO DE SERVIÇOS COM A ARKIA ISRAELI AIRLINES

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias

Programa Pool de Peças de Reposição apoiará 1º jato EMBRAER 195 da companhia aérea

São José dos Campos, 28 de setembro de 2009 – A Embraer assinou um contrato de cinco
anos para o Programa Pool de Peças de Reposição com a Arkia Israeli Airlines. Este
programa especial de suporte ao cliente oferece um controle de estoque otimizado, reduzindo
o custo inicial de investimento em peças de reposição e infra-estrutura.

“Estamos muito satisfeitos em fornecer à Arkia
nosso Programa Pool de Peças de Reposição, a
melhor solução para garantir suporte ao E-Jet
com 122 assentos operado pela companhia”,
disse Leandro Laia, Diretor de Suporte e
Serviços ao Cliente da Embraer para Europa,
África e Oriente Médio – Aviação Comercial.

O contrato cobre o jato EMBRAER 195 operado
pela Arkia. A empresa recebeu este primeiro
avião, que está completando 2.000 horas de vôo
em operações comerciais, em dezembro de 2008.

Por meio desse programa, a Embraer fornece peças de reposição rapidamente, eliminando a
necessidade de investimento em estoque por parte do cliente. O contrato de serviços é baseado
em pagamentos de valores pré-definidos com base no número de horas de vôo estabelecido
para a aeronave no programa. A Embraer assume a responsabilidade de manter um estoque de
peças em seus centros de distribuição e de serviços, de modo que possam ser fornecidas aos
operadores assim que forem solicitadas.

“Estamos muito satisfeitos em expandir ainda mais o nosso relacionamento com a Embraer e
ingressar nesse programa de manutenção”, disse Nir Dagan, Vice-Presidente Executivo da Arkia
Israel Airlines. “Podemos agora contar com um pacote de manutenção de primeira linha que nos
permitirá operar a aeronave de forma eficiente e intensiva, minimizando os custos.”

Sobre a Arkia Israeli Airlines

A Arkia Israeli Airlines opera um número crescente de rotas internacionais e vôos fretados,
com freqüências diárias para o Mediterrâneo e cidades européias populares, como Paris
(França), Barcelona (Espanha), Tbilisi (Geórgia), Kiev (Ucrânia) e Moscou (Rússia). A
companhia aérea está expandindo suas operações por meio da aquisição de novas empresas,
como operadoras de turismo, a fim de se posicionar como um importante líder na indústria de
aviação e de turismo para e a partir de Israel. Uma recente conquista foi a obtenção de uma
licença para operar comercialmente vôos regulares para Paris, marcando um importante
momento na evolução da empresa para se tornar uma companhia aérea que opera vôos
internacionais regulares. Outra prova da crescente importância das operações domésticas e
internacionais da empresa é que a Arkia mantém escritórios em dez cidades israelenses e mais
de 20 escritórios em todo o mundo. Para mais informações, visite http://www.Arkia.com.


EMBRAER É ELEITA A EMPRESA MAIS TRANSPARENTE EM 2009

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias

Troféu transparência reconhece alta qualidade das demonstrações financeiras da Empresa

São José dos Campos, 28 de setembro de 2009 – A Embraer recebeu na noite da última quinta-feira, 24 de setembro, o Troféu Transparência 2009, concedido pelo 13º Prêmio Anefac –
Fipecafi – Serasa Experian. A cerimônia de premiação foi realizada em São Paulo e é um
reconhecimento às melhores demonstrações financeiras publicadas no Brasil em 2008.

“Este prêmio é o reconhecimento de um trabalho criterioso e de qualidade realizado por uma
equipe tecnicamente capacitada e comprometida com a transparência e a ética profissional”,
disse Luiz Carlos Aguiar, Vice-Presidente Executivo Financeiro e de Relações com
Investidores da Embraer.

Criado em 1997, o Prêmio Anefac – Fipecafi – Serasa Experian tem por objetivo incentivar a
transparência corporativa no mercado, valorizando o fornecimento de informações claras e de
qualidade, por meio do Troféu Transparência. Mais do que um prêmio, a iniciativa é um
certificado de idoneidade das empresas vencedoras. Pelo 11º ano consecutivo, a Embraer é
uma das dez finalistas do Prêmio, tendo ocupado o topo da lista também em 2001.

Para chegar ao topo do ranking em 2009, as demonstrações financeiras da Embraer foram
analisadas por alunos dos cursos de mestrado e doutorado em Controladoria e Contabilidade da
Faculdade de Economia e Administração (FEA) da Universidade de São Paulo (USP). De um
total de 472 companhias brasileiras participantes, apenas 77 atenderam aos critérios estabelecidos e as 20 melhores foram eleitas em três categorias: cinco empresas de capital fechado; cinco empresas de capital aberto com faturamento de até R$ 4 bilhões; e dez empresas de capital aberto com faturamento acima de R$ 4 bilhões. Na fase final, uma comissão composta por quatro renomados profissionais da área contábil selecionou a melhor em cada uma das categorias, sendo a Embraer a vencedora do grupo grandes empresas de capital aberto.

A edição 2009 do Prêmio avaliou sete critérios: (1) Qualidade e grau das informações
contidas nas demonstrações e notas explicativas; (2) Transparência das informações
prestadas; (3) qualidade do relatório da administração e consistência com as informações
divulgadas; (4) aderência aos princípios contábeis; (5) ressalvas no parecer dos auditores
independentes, levando-se em conta suas naturezas; (6) apresentação da divulgação quanto a
layout, legibilidade, concisão, clareza, etc.; e (7) divulgação de aspectos relevantes não
exigidos legalmente mas importantes para o negócio, tais como Ebitda, valor econômico
agregado, balanço social, efeitos inflacionários, entre outros.


Movimento doméstico em Guarulhos cresce 15,72% em agosto

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias

No mês de  agosto de 2009, exatamente 1.070.238 passageiros utilizaram o setor doméstico do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos, o que caracteriza um aumento de 15,72% em comparação com agosto de 2008. Em contrapartida, o fluxo de passageiros em vôos internacionais diminuiu 11,61 % no mesmo período. Por este setor, passaram 706.472 pessoas.

A soma do movimento doméstico e internacional foi de 1,7 milhão de passageiros e permite constatar o aumento de 3,05% em relação o mesmo mês de 2008. No acumulado do ano, de janeiro a agosto, o terminal registrou a movimentação de 13,7 milhões pessoas, tendo registrado queda de 0,89% no número de passageiros doméstico e internacional,  em comparação com o período de janeiro a agosto de 2008.

Diariamente, cerca de 56 mil passageiros utilizam os serviços das 45 empresas aéreas instaladas no  complexo aeroportuário de Guarulhos. Os vôos partem  para 144 destinos nacionais e estrangeiros.

Números de pousos e decolagens também sobe – A  movimentação de aeronaves no setor doméstico registrou crescimento de 21,43% no mês de agosto deste ano, se comparado com o mesmo período do ano anterior. Foram 11.731 operações de pouso e decolagem no setor doméstico. Em 2008, este número foi da ordem de 9.661 operações. O número de vôos internacionais subiu 0,62%, com 6.270 registros.

Juntos, os setores doméstico e internacional registraram em agosto, 18 mil operações de pousos e decolagens. O aumento foi de 12,72%, se comparado ao mesmo período de 2008. No acumulado do ano, de janeiro a agosto, nas duas pistas do aeroporto, houve um total de 134,6 mil operações de pouso e decolagem, número 3,72% maior que em 2008.

A média diária de utilização do complexo de pátio e pistas do Aeroporto de Guarulhos é da ordem de  550 operações.

Assessoria de Imprensa Infraero
imprensa@infraero.gov.br


Infraero realiza simulado de acidente aéreo no Aeroporto de Guarulhos

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias

Na última sexta-feira (25/09), a Infraero realizou Exercício Simulado de Emergência Aeronáutica – EXEAC no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos – Governador André Franco Montoro com o objetivo de checar o Plano de Emergência do aeroporto, avaliar o estado de prontidão dos órgãos e empresas envolvidas e testar todos os recursos internos e externos disponibilizados para uma situação dessa natureza. Durante o exercício, foram formados 97 voluntários para o Corpo  Voluntário de Emergência da Infraero  e reciclados outros 24.

Carros de Bombeiros do aeródromo e soldados do Batalhão de Infantaria da Base Aérea chegaram ao local do exercício, o pátio 6,  para realizar o atendimento ao fíctício acidente e fazer o isolamento da área . Na sequência, ocorreu a chegada dos 121 voluntários treinados para atendimentos de primeiros socorros às vítimas do acidente aéreo, acompanhados de médicos e ambulâncias. Helicópteros do CAVEX – Exército Brasileiro e das Polícias Militar e Civil  fizerem as remoções aeromédicas para os hospitais de Guarulhos.

No histórico do acidente fictício, o comandante da aeronave com 73 passageiros e 12 tripulantes,   informou  à torre de controle a situação de emergência, após identificar a pane no  motor 1  e fumaça no motor 2.  A partir disso, a equipe do COE – Centro de Operações de Emergências da Infraero-Guarulhos iniciou uma série de acionamentos para agilizar todo o procedimento de salvamento e resgate das vítimas.

De acordo com João Carlos Bottairi, coordenador de Salvamento e Combate a Incêndio, da Gerência de Segurança, a realização do EXEAC é minuciosamente planejada, com base no Plano de Emergência do Aeroporto. “Nós definimos todos os detalhes que serão fundamentais para agilizar o salvamento às vítimas de um acidente aéreo e, isso, exige o envolvimento de muitos setores internos e externos à comunidade aeroportuária”. Ainda segundo Bottairi, o evento ocorreu sem interferir na operação do aeroporto e sua avaliação foi positiva.“O tempo/resposta para uma situação como a do exercício ficou dentro do esperado. Agora analisaremos todos os procedimentos praticados “ finalizou. Já para o gerente de Segurança da Infraero-Guarulhos, Miguel Trindade, o sucesso do simulado deve-se, principalmente, a parceria entre os elos quem compõem o Plano de Emergência do aeroporto. “A cooperação e a participação dos recursos  internos e externos foram de extrema  importância para o rápido atendimento e resgate das vítimas  ”, declarou.

Assessoria Imprensa Infraero
imprensa@infraero.gov.br


Infraero e Governo da Bahia firmam parceria para o novo aeroporto de Ilhéus

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias

O Governador da Bahia, Jaques Wagner, e o presidente da Infraero, Murilo Marques Barboza, conversaram no final da tarde desta segunda-feira (28/09), na sede da Empresa, sobre o novo aeroporto de Ilhéus. A intenção do Governador é que as obras do porto, da ferrovia e do aeroporto estejam caminhando para uma futura integração dos modais. “Será um aeroporto estratégico”, disse Jaques Wagner, na presença da Secretária de Estado da Casa Civil, Eva Maria Cella Dal Chiavon.

A Infraero e o governo da Bahia firmaram, em agosto, Acordo de Cooperação para a construção do novo aeroporto. Murilo reafirmou o compromisso com o novo Aeroporto de Ilhéus e explicou os atuais trâmites. Está sendo finalizado o estudo preliminar do Plano Diretor do aeroporto e, até meados de outubro, a Infraero vai apresentar requerimento ao Instituto do Meio Ambiente (IMA), órgão ambiental da Bahia, visando a Licença Prévia ambiental (LP) do novo aeroporto.

Projetos – O cronograma de trabalho prevê ações que começaram em agosto e deverão se estender até julho de 2012, quando deverão ser concluídos os projetos de arquitetura e engenharia da primeira fase do novo aeroporto. Esses projetos, segundo o Acordo, estão sob a responsabilidade da Infraero, que ainda se encarregará da análise de viabilidade técnica, econômica e ambiental, além da elaboração do Plano Diretor do aeroporto.

O Governo do Estado da Bahia se comprometeu com a disponibilização da área para instalação do aeroporto e com a elaboração de estudos, planos e projetos de engenharia referentes à infraestrutura viária e básica, como saneamento, drenagem e telecomunicações.

O sítio do novo aeroporto foi selecionado pelo então Instituto de Aviação Civil (IAC), em 2005. Ele está situado dentro da Área de Proteção Ambiental da Lagoa Encantada. Só o processo de licenciamento ambiental tem previsão de durar quase dois anos, mas este prazo poderá ser encurtado. A elaboração do Estudo de Impacto Ambiental será contratado após o recebimento do Termo de Referência, a ser emitido pelo IMA.

Obras – Após a conclusão de todos os processos que antecedem à licitação das obras do novo aeroporto, a Infraero assumirá a responsabilidade pela construção do aeroporto. Ao governo baiano caberá a implantação de infraestrutura básica até os limites do sítio aeroportuário, construção e manutenção de acessos terrestres, principalmente as rodovias de ligação à Ilhéus, Itabuna e Itacaré, cidades próximas que compõem o pólo de turismo na região.

O Acordo de Cooperação tem validade de três anos e prevê o desembolso de R$ 6,5 milhões por parte da Infraero e de R$ 7,2 milhões pelo Governo da Bahia, apenas para a formatação do projeto e estudos preliminares. O custo da obra, as dimensões e os prazos para conclusão do novo aeroporto só poderão ser definidos após a conclusão desta etapa.

O novo aeroporto tornou-se necessário devido à limitação de comprimento da pista de pouso do atual aeroporto e das condições de urbanização em torno dele, que levaram a restrições operacionais para a aviação comercial, ambos fatores incompatíveis com as projeções de demandas por transporte aéreo para a região.

A elaboração dos projetos de engenharia do novo aeroporto consta no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).  Após a conclusão do novo aeroporto, que deverá ocorrer entre 2014 e 2016, as atuais instalações serão desativadas pela Infraero e a área do atual aeroporto será incorporada à cidade.


Assessoria Imprensa Infraero
imprensa@infraero.gov.br


Movimento doméstico em Guarulhos cresce 15,72% em agosto

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias

No mês de agosto de 2009, 1.070.238 passageiros utilizaram o setor doméstico do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos, um aumento de 15,72% em comparação com agosto de 2008. Em contrapartida, o fluxo de passageiros em vôos internacionais diminuiu 11,61 % no mesmo período. Por este setor, passaram 706.472 pessoas. A soma do movimento doméstico e internacional foi de 1,7 milhão de passageiros e no acumulado do ano, o terminal registrou a movimentação de 13,7 milhões pessoas. Diariamente, cerca de 56 mil passageiros utilizam os serviços das 45 empresas aéreas instaladas no complexo aeroportuário de Guarulhos. Os vôos partem para 144 destinos nacionais e estrangeiros….

Movimento doméstico em Guarulhos cresce 15,72% em agosto


ANA prepara entrada no mercado brasileiro

Click here for more news / Clique aqui para mais notícias

A ANA – Aeroportos de Portugal estuda oportunidades de crescimento na gestão de aeroportos no Brasil….

ANA prepara entrada no mercado brasileiro