China anuncia próxima missão espacial para 2010

var hasComments = true; sábado, 28 de fevereiro de 2009, 04:25

País planeja construir nas próximas décadas uma estação permanente no espaço

EFE

Componentes.montarControleTexto(“ctrl_texto”)

PEQUIM – Após o sucesso do primeiro passeio chinês no espaço, em 2008, o país voltará a fazer missões, dessa vez não tripuladas, em 2010 e 2011, anunciou neste sábado um porta-voz do programa espacial da China à agência oficial de notícias “Xinhua”.

Primeiro se lançará, no final de 2010, um módulo que orbitará ao redor da Terra, e pouco depois, em 2011, partirá uma nave, a “Shenzhou VIII”, para se unir ao módulo e completar o primeiro acoplamento espacial da China.

A operação servirá de teste para futuros projetos espaciais da China, que nas próximas décadas estuda construir uma estação permanente no espaço.

A China lançou seu primeiro astronauta ao espaço em 2003 e, em setembro do ano passado, um dos três cosmonautas que viajaram na “Shenzhou VI”, Zhai Zhigang, se tornou o primeiro a fazer um passeio espacial, flutuando pelo espaço pro alguns minutos.

Ryanair planeja cobrar dos passageiros pelo uso dos banheiros a bordo

DUBLIN – A companhia aérea irlandesa Ryanair – líder no segmento de ‘baixo cuto, baixa tarifa’ na Europa – estuda a possibilidade de cobrar 1 libra, ou cerca de R$ 3,40, dos passageiros que queiram usar os toaletes a bordo, admitiu nesta sexta-feira o diretor executivo da empresa, Michael O’Leary.

“Uma questão que temos contemplado no passado, e agora voltamos a ela, é a possibilidade de instalar nas portas dos lavabos um serviço de moedas para que as pessoas paguem uma libra”, informou o executivo em entrevista à rede BBC.

Opine: Você estaria disposta a pagar por serviços a bordo dos aviões para baratear os preços das passagens no Brasil?

O’Leary disse que a medida não vai criar inconvenientes para os passageiros que não tenham moedas no bolso, já que, em sua opinião, ‘ninguém na história da aviação tenha embarcado num avião da Ryanair levando menos de uma libra’.

Na semana passada, a empresa anunciou a eliminação, em breve, de todos os pontos de atendimento nos aeroportos para que os usuários façam seus check-in pela internet.

“Nossa política consiste em encontrar maneiras de aumentar as receitas para poder, assim, baratear o custo da viagem”, disse O’Leary.

Já o diretor de comunicações da Ryanair, Stephen McNamara, tentou amenizar as declarações do diretor executivo, dizendo que ele poderia estar ‘brincando’:

“Michael inventa muitas coisas enquanto fala e, embora tenhamos tratado do assunto internamente, não há planos de imediato para aplicarmos tal medida”.

Em seguida, acrescentou:

“Os passageiros nas estações de trem e de ônibus estão acostumados a pagar pelo uso dos lavatórios. Por que não nos aviões? Nem todos usam o banheiro e nossos aviões, mas os que o fazem poderiam contribuir para baratear os bilhetes de outros viajantes. Ainda assim, quem sabe, O’Leary estava apenas de graça”, disse McNamara.

Brasil – Embraer entra com recurso contra suspensão de demissões

GloboNews TV
Valor Online

Sindicalistas e funcionários demitidos realizam protesto na entrada da Embraer, em São José dos Campos, em SP./Foto: EFE

SÃO PAULO – A Embraer já apresentou recurso ao Tribunal Regional do Trabalho de Campinas contra a decisão judicial que suspendeu até o próximo dia 5 a execução de 4,2 demissões anunciadas pela empresa no dia 19 de fevereiro, que correspondem a 20% do quadro de funcionários, alegando que “procedeu as referidas dispensas rigorosamente de acordo com todos os preceitos e normais legais existentes”. A suspensão das demissões vale até a próxima quinta-feira, quando ocorrerá uma audiência de conciliação entre os funcionários e a direção da empresa.

A liminar que suspendeu a iniciativa da empresa foi concedida na manhã desta sexta-feira pelo presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Campinas, desembargador Luís Carlos Cândido Martins Sotero. A decisão refere-se à ação movida pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, pela Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo e pelas centrais sindicais Força Sindical e Conlutas, tendo em vista à falta de negociações antes de a Embraer anunciar os desligamentos.

Em comunicado divulgado em seu site, a fabricante de aviões reforçou que o ajuste da folha de pagamentos é necessário devido à “drástica” redução de demanda por aviões no mundo todo. E lembra que a liminar não acarreta a reintegração dos empregados e que pretende entrar ainda hoje com recurso junto ao TRT, alegando que as demissões foram feitas conforme todos os preceitos e normas legais.

O Ministério Público do Trabalho agendou para a próxima segunda-feira uma audiência de conciliação entre o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e a Embraer.

Ao saber das demissões, o presidente Lula disse estar indignado e convocou o presidente da Embraer, Frederico Curado, a ir no planalto dar explicações. No entanto, após conversar com os executivos da empresa, as demissões foram mantidas .

Protesto contra demissões

Na manha desta sexta-feira, cerca de 400 funcionários da Embraer fizeram uma passeata pelas ruas de São José dos Campos, sede da empresa. O protesto foi repetido à tarde, desta vez em frente à sede da companhia. Mas a chuva atrapalhou o protesto, que reuniu cerca de 200 funcionários.

Também nesta sexta, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Adilson dos Santos, se reuniu com o presidente do BNDES, Luciano Coutinho. O sindicalista foi pedir que o banco interceda em favor dos trabalhadores demitidos na Embraer. Segundo ele, Coutinho teria se comprometido a pedir à empresa que abra negociação com o sindicato.

Confira a íntegra do comunicado da Embraer:

COMUNICADO

“São José dos Campos, 27 de fevereiro de 2009 – O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, juntamente com outras entidades sindicais, entrou, ontem, dia 26 de fevereiro de 2009, com dissídio coletivo junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª região. Esta ação visa que o tribunal interprete a legalidade das demissões efetuadas pela Embraer sem prévia negociação sindical e inclui pedido de liminar pleiteando a suspensão cautelar das rescisões contratuais.

“O pedido de liminar foi deferido pelo Presidente do Tribunal, que determinou a suspensão das demissões em questão até o dia da audiência de conciliação, marcada para 5 de março de 2009. Esta decisão não acarreta a reintegração dos empregados.

“A Embraer reitera seu profundo respeito aos funcionários que tiveram seus contratos de trabalho rescindidos, mas novamente enfatiza a necessidade de se ajustar à drástica redução de demanda por aeronaves em todo o mundo.

“Nesse sentido, a Empresa pretende entrar ainda hoje com recurso junto ao Tribunal Regional do Trabalho, uma vez que procedeu as referidas dispensas rigorosamente de acordo com todos os preceitos e normas legais existentes.”

Turbulência pode ter derrubado avião na Holanda, dizem pilotos turcos

28/02/2009 – 09h08

da Efe, em Ancara (Turquia)

A queda de um avião da companhia aérea Turkish Airlines sobre a cidade de Amsterdã na última quarta-feira pode estar relacionada à turbulência gerada por uma aeronave maior que havia pousado instantes antes, disse a Talpa (associação turca de pilotos comerciais) neste sábado.

A hipótese responde ao comentário do Conselho Holandês de Segurança Aérea de que as turbinas do avião não estavam funcionando na hora da queda. Porém, como as caixas-pretas do aparelho ainda não foram abertas, a Talpa cobrou das autoridades holandesas uma explicação para o que foi dito.

Assista ao vídeo do resgate das vítimas
Veja a galeria de fotos do acidente
Veja infográfico sobre queda de avião

Robin Lonkhuijsen/Reuters
Investigadores analisam fuselagem de avião que caiu em Amsterdã e deixou nove mortos
Investigadores analisam fuselagem de avião que caiu em Amsterdã e deixou nove mortos

Neste sábado, o presidente da entidade, Ziya Yilmaz, disse que as declarações das autoridades holandesas visam minar os esforços da aviação civil turca para crescer rapidamente. Além disso, deu a entender que a torre de controle do aeroporto de Schiphol pode ter causado o acidente.

Segundo a Talpa, as autoridades holandesas erraram em todos os seus comentários, a aeronave tinha combustível suficiente para voar mais 40 minutos, os motores funcionavam na hora da queda e uma turbulência causada por um avião que havia aterrissado instantes antes pode ter provocado o acidente.

“Perguntamos a nós mesmos se os pilotos do avião turco foram advertidos pela torre de controle da possibilidade de uma esteira de turbulência”, disse Yilmaz.

O presidente da Talpa acrescentou que, segundo testemunhas, os pilotos do avião acidentado estavam vivos e movimentavam as mãos após a queda, o que o levou a fazer a seguinte pergunta: “Quanto tempo se precisa para tirar os pilotos de uma cabine?”.

A Talpa também disse que um Boeing 757, conhecido por criar uma forte “esteira de turbulência”, havia aterrissado dois minutos antes do aparelho da Turkish Airlines.

Aparentemente, o centro de controle aéreo e o radar podem ter se confundido, já que não foi dado um intervalo de três a quatro minutos entre a aterrissagem de ambas as aeronaves, concluiu a associação.

Avião com 51 pessoas faz pouso de emergência na Romênia

sábado, 28 de fevereiro de 2009, 10:45

Pilotos sobrevoaram o aeroporto por duas horas, para gastar o combustível; ocupantes não se feriram

AP

Componentes.montarControleTexto(“ctrl_texto”)

Timisoara –

Avião fez pouso de emergência no Aeroporto Internacional Timisoara. Foto: Reuters

Um avião romeno com 51 pessoas fez um pouso de emergência em segurança neste sábado. Todos os passageiros escaparam sem ferimentos. A frente do avião ficou fincada na pista do Aeroporto Internacional Timisoara. A aeronave circulou sobre o aeroporto por quase duas horas para usar todo o combustível do tanque e assim evitar uma possível explosão na descida.

Ao menos 10 ambulâncias e três equipes de bombeiros estavam aguardando na pista. Os pilotos da Moldávia, Iurie Oleacov, 37, e Leonid Babischi, 47 são bastante experientes.

A aeronave Saab 2000 carregava 47 passageiros e 4 tripulantes. O aeroporto ficou fechado durante duas horas e meia após o incidente desta manhã.

Pilotos da aeronave eram experientes. Foto: Reuters

Aeronautics de Israel prepara primeiro vôo de seu H2S não tripulado

Sex, 27 de Fevereiro de 2009 17:15

A empresa Aeronautics Defense Systems de Israel está planejando o primeiro voo de seu novo VTUAV (Vertical Take-off and Landing Tactical UAV) baseado no helicóptero tripulado belga Dynali H2S. Este primeiro teste da aeronave deve acontecer nas próximas semanas, informou o executivo-chefe da empresa, Avi Leumi.

A Aeronautics planeja oferecer o H2S não tripulado para atuar em missões de reconhecimento e como plataforma armada. Para construção do protótipo, a Aeronautics adquiriu da empresa belga um kit do aparelho, cujas características o tornam adequado para servir de base para a concepção de um aparelho de asas rotativas não tripulado.

O H2S é equipado com um motor a explosão DS 25 de 165 hp que permite ao helicóptero uma razão de subida de 6.09 m/s, voar á uma velocidade de cruzeiro de 160 km/h e alcançar um teto máximo de operação de 3050 metros.

A versão não tripulada do H2S terá um peso máximo de descolagem de 700 kg. Baseando-se na experiência adquirida com seus UAVs Orbiter e Aerostar, a Aeronautics está aperfeiçoando um sistema de controle remoto específico para o H2S.

Os trabalhos de conversão da célula do H2S tripulado em um protótipo não tripulado está incluindo a substituição da cobertura transparente da tripulação por uma estreita cobertura aerodinâmica construída com estrutura de alumínio revestida com material composto.

UAVs SIDM da Força Aérea Francesa já operam no Afeganistão

Sex, 27 de Fevereiro de 2009 16:01

Desde meados do corrente mês, a Armée de L’Air (Força Aérea Francesa) está operando a partir da base aérea de Bagram, localizada a 50 km ao norte de Kabul, Afeganistão, um grupo de aeronaves não tripuladas SIDM (Système Intérimaire de Drone MALE) em missões de apoio à ISAF (International Security Assistance Force), coalizão de forças presentes no Afeganistão lideradas por países membros da OTAN.

O pessoal do esquadrão experimental de drones “Adour” oriundos da base de Mont-de-Marsan, França, adquiriu as competências necessárias para realizar as tarefas operacionais ISR (inteligência, reconhecimento e vigilância), de dia ou a noite, para auxiliar a coligação de tropas que lá estão. Um grupo de 25 militares franceses estão operando o sistema, que consiste em três aeronaves SIDM e os respectivos equipamentos de controle e apoio.

O SIDM, aeronave não tripulada desenvolvida pela EADS a partir do Eagle 1 da IAI (Israel Aerospace Industry), está equipado com um completo sistema eletro-óptico de visualização, designador de alvos laser e de radar de abertura sintética com função MTI (indicador de alvos móveis).

O primeiro voo de um SIDM no Afeganistão aconteceu no dia 17 do corrente mês e teve duração de 40 minutos. O sistema foi oficialmente batizado de Harfang. Este é o nome de uma coruja branca freqüentemente encontrada no extremo norte do Canadá. Relativamente ao seu tamanho, esse pássaro possui olhos grandes, enquanto a cabeça dele pode fazer uma de rotação de 270 ° e observar atentamente tudo que esteja ao seu redor.